Quem Somos

Inaugurada em fevereiro de 2018, numa das travessas da rua mais gastronômica da Vila Mariana, a Amazônia Soul veio com o intuito de propiciar uma autêntica experiência gastronômica amazônica, por inteiro, como se o cliente fosse transportado à região, desfrutando de ingredientes autênticos, receitas fidedignas e uma cozinha cosmopolita em sua visão.

Instalada num aconchegante imóvel de dois andares, com mais de 180 metros de área, em plena Rua Áurea, 361, esquina com a movimentada Joaquim Távora, a casa comporta 50 pessoas sentadas. Sem pretensões e prezando pelo rústico, com as cores fazem uma referência ao Açaí e ao verde da Floresta. Na entrada, mesas e um banquinho construído ao redor de uma palmeira que a casa fez questão de preservar, mostram sua pegada bem natural, e valorizam a contemplação do ir-e-vir das pessoas que adoram caminhar pelo bairro.

A curadoria da marca tem a assinatura do publicitário Carlos Castilho Jr, que criou o conceito inovador e sustentável Amazônia Soul (ainda em 2018 foi inaugurada também a unidade no Estados Unidos). Depois de nove anos em Ipanema, e agora, com o sucesso de São Paulo, podemos alçar voos maiores, afirma Castilho Jr.

 

Idealizadores

Se questionarmos qual a origem da casa, do menu, os proprietários afirmam com veemência, que, sem nenhuma dúvida, a casa se tornou a principal referência em termos de Amazônia, com o seu legítimo açaí, oriundo de sua própria produção, nos açaizais, às margens do Rio Arauaya no Pará, onde a família de Pedro Henrique Amaral, um dos sócios da marca, possui terras.

É um açaí de verdade, puro, especial, orgânico, com mais sabor e nutrientes. Além do açaí, a casa se tornou uma das referência em cozinha de origem amazônica fora da Amazônia no Rio de Janeiro e agora em São Paulo.

Fazendo jus ao segmento da casa, que replica a típica culinária paraense, a casa criou um menu especial somente com os peixes da Amazônia, como Filhote, Dourada, Pirarucu e Tambaqui, além de um caranguejo surpreendente oriundo de São Caetano de Odivelas, a 180 Km de Belém.

O projeto é criação de Castilho Jr, Eduardo Castilho e sua esposa, Paloma Brito, empresários visionários de Belém, que criaram o conceito da Amazônia Soul em Ipanema. Aqui em São Paulo, a dupla convidou Pedro Henrique e Gisele Amaral. Pedro tem no seu DNA o desenvolvimento da cultura do açaí, na fazenda da família no interior do Pará. Juntamos nossas expertises e também homenageamos o pai do Pedro Henrique, que foi um dos pioneiros no desenvolvimento da comercialização do açaí e, junto com Castilho Jr, lançaram o que viria a ser embrião da Amazônia Soul há 29 anos em Belém.